'

Ana Liberato

Resenha literária: Morte súbita

Jk Rowling a autora que conquistou o mundo com as aventuras do jovem bruxo Harry Potter voltou com uma história totalmente diferente de tudo que já havia publicado anteriormente, com um suspense intrigante que faz o leitor ficar absorto na história de uma maneira que você acaba se apegando aos personagens (sim, eu sou muito fã da Tia Jô, mas tenho que admitir que tive que ler umas boas 200 páginas para me empolgar com o trama do livro). Rowling mostrou que sabe encantar tanto o público infantil quanto o público adulto. Com uma quantidade incrível de personagens, ela dá vida ao vilarejo de Pagford, cheio de dramas e paixões. Talvez pela quantidade de detalhes e descrição das diversas situações de vida o começo da história se mostra um tanto monótono, mas com um pouquinho de paciência o livro começa a se tornar cada vez mais intenso e quando você se der conta está torcendo por aqueles personagens tão bem elaborados.

A história gira em torno da morte súbita do membro do conselho do vilarejo, Barry Fairbrother e os efeitos que ela gera nos membros e decisões do conselho e na população do vilarejo. Esse é o fato gerador da trama, a morte em si, de quem é amado e odiado na mesma proporção.

Um livro que engloba todos os tipos de realidades das mais variadas, bullying, auto mutilação, drogas, depressão, traição, preconceito, amor, brigas de família, adoção. O cyberbullying é um dos que mais chama atenção, afinal o maior mistério do livro acontece quando o “fastama de Barry Fairbrother” começa a publicar segredos dos principais membros da sociedade no site do conselho. O efeito que esses segredos podem trazer a cada uma das vitimas é gigantesco.

Acredito que todo livro posso nos ensinar alguma lição (mesmo que essa lição seja não gastar dinheiro com livros ruins, que não é o caso de “morte súbita”) o que eu vi nesse livro é o “valor da vida”, o efeito que cada vida por menor que seja pode ter no mundo ao seu redor. Não existe um protagonista nesse livro, simplesmente existe uma comunidade e existem pessoas que vivem nessa comunidade e cada vida é importante. E como um pequeno ato de bondade ou crueldade pode interferir muito na vida, personalidade e na auto confiança de uma pessoa.

IMG_5032

IMG_5035

“Escolher é algo perigoso: quando escolhemos, temos que abrir mão de todas as outras possibilidades.”


Deixe seu comentário

O que tá rolando no instagram
Siga meu insta!

Acompanhe nas redes sociais:

Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato
Ana Liberato - Todos os direitos reservados © 2015