'

Ana Liberato

Diário de viagem: Fortaleza, filas e aeroporto

Neste post vou contar um pouco sobre as minhas experiências na última semana de janeiro e como curti meus dias enquanto estava a 3700 quilômetros do sul de Santa Catarina. Afinal, como não ficar empolgada com viagens? Por mais simples que seja, até mesmo uma viagem de 15 minutos até a cidade mais próxima já traz o animo de aventura e é com o esse espírito de aventura que começo a fazer minha mala para viajar para Fortaleza. Antes de partir para aventura pesquisei lugares que eu gostaria de conhecer e assim começou a viagem.

Os 3700 km até Fortaleza são fáceis e rápidos de fazer, o difícil mesmo foi chegar até a capital do estado, Florianópolis. As filas quilométricas que se formaram neste verão no trecho entre Tubarão e Laguna tornaram a passagem bem complicada. No dia da partida para o aeroporto, havia caminhoneiros que chegaram a levar até 8 horas para percorrer o trecho que deveria ser feito em apenas 20 minutos. Nos arriscamos e partimos por uma rota alternativa que passava por Imaruí, as filas não eram o problema nessa estrada, mas os buracos fizeram com que o trecho até Floripa demorasse até 4 horas, mais fácil ir de jegue do que passar por essas filas. E a viagem até Fortaleza? Essa não durou mais que 4 horas de voô.

Cheguei em Fortaleza preparada para o calor de encharcar de suor as roupas, mas não foi bem assim que aconteceu, as temperaturas ficaram entre 26º até 33º graus a viagem toda. Não foi tão quente quanto parece, chego a dizer que sinto mais calor aqui no sul no verão do que senti no nordeste em toda a viagem.

Um dos primeiros lugares que conheci foi o Dragão do Mar, esse é um lugar especial para quem gosta de cultura de todos os tipos, música, leitura, cinema, teatro, gastronomia, artesanato e até astronomia. O Dragão do Mar conta com um planetário muito divertido, com projetores que representam as estrelas que podem ser vistas da Terra e sessões que explicam a origem e criação do universo, mostrando algumas galáxias que existem além da que vivemos. Na noite de quarta feira são feitas também sessões onde se pode observar o céu noturno através de um telescópio, é claro que não perdi essa chance. O Dragão também tem uma biblioteca enorme e uma rua com bares e restaurantes que contam com muita música de segunda a segunda. E tá achando que o povo lá só curte forró? Não é bem assim. Tem música de todos os estilos, MPB, pop e até muito rock. Foi lá no Dragão do Mar que tive a oportunidade de mostrar minha música para o povo de Fortaleza, que dançou, cantou e se divertiu muito com o meu som.

Aproveitei muito as praias de lá e até tive a chance de pegar uma corzinha, mas é claro que a saudade das praias de Santa Catarina foi inevitável. Não tem lugar melhor do que onde vivemos. Aqui no sul temos belas praias, chuveirão, uma bela lagoa e ainda temos o privilégio de contar com uma cadeia de serras incríveis onde podemos curtir até o friozinho do inverno. Tem lugar melhor do que a nossa casa? Eita Brasil bonito!

IMG_6707

IMG_6340

jegue

Ficou curioso? Deu aquela vontade de viajar? Em breve publico aqui no blog umas lista das praias e lugares por onde passei em Fortaleza. 😀


Deixe seu comentário

O que tá rolando no instagram
Siga meu insta!

Acompanhe nas redes sociais:

Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato
Ana Liberato - Todos os direitos reservados © 2015