'

Ana Liberato

Resenha: It’s not me, it’s you! by Lily Allen

Artista: Lily Allen
Gravadora: Capital Records
Lançamento: 2009
Gênero: Pop
Estrelas:

A primeira informação que você deve saber sobre Lily Allen é que ela fala o que pensa sem medo do que os outros vão pensar sobre ela, isso é bem claro no título do seu álbum, it’s not me, it’s you (em português, “não sou eu, é você”). Da primeira a última faixa do cd, você vai ouvir declarações claras sobre seus antigos relacionamentos e sua visão da sociedade, como nos versos de The fear, “I want loads of clothes and fuckloads of diamonds, I heard people die while they are trying to find themonde” (Eu quero muitas roupas e montanhas de diamantes e eu ouvi que as pessoas morrem, enquanto tentam pegá-los). Lily cria um retrato da sociedade e com uma melodia agradável acompanhada de uma voz de veludo ela nos questiona, o que é certo e o que é errado? Então ela nos diz: Eu sou uma arma de consumo em massa e isso não é minha culpa, foi como eu fui programada para funcionar. Em cada verso uma realidade, é por isso que esse álbum recebeu cinco estrelas, Lily conseguiu escrever sobre histórias reais e coloca-las junto de melodias e notas que fazem você querer cantar e dançar junto com ela.

Nos versos de Not fair, ela relata o relacionamento com um garoto perfeito, atencioso, diferente de todos os outros garotos, carinhoso, mas que na hora h é muito ruim, vergonhoso, a história é contada com um ritmo country, no bom e velho estilo Johnny Cash. Em fuck you, ela solta o verbo sem perder o bom humor, em meio a uma melodia doce e ao som do piano, ela fala sobre uma pessoa preconceituosa que só espalha a maldade, alguns boatos dizem que Lily teria escrito está música para George Bush? Será?

Em 22 uma reflexão, o clipe se passa em um banheiro feminino, com Lily descabelada e tentando se arrumar enquanto outros mulheres se amontoam em frente ao espelho, com a intenção de mostrar que sua vida foi desperdiçada com questões futéis, ela entoa versos como: Ela tem um bom emprego, mas não é uma carreira, sempre que ela pensa nisso, começa a chorar. Tudo que ela quer é um namorado. A música conta a história de uma mulher com trinta anos esperando o homem dos seus sonhos e tentando descobrir o que realmente fez com sua vida.

E vocês já ouviram esse álbum? Quantas estrelas vocês dariam para a Lily?

Faixas:
01. Everyone’s at it | 02. The Fear | 03. Not Fair | 04. 22 | 05. I could say | 06. Back to the Start | 07. Never gonna happen | 08. Fuck You | 09. Who’d have known | 10. Chinese | 11. Him | 12. He wasn’t there


Deixe seu comentário

    Um Comentário
  1. luanna disse:

    xD
    Deixar meus parabéns pelo blog. Está encantador . E com matéria sobre a Lily , nossa!!!

O que tá rolando no instagram
Siga meu insta!

Acompanhe nas redes sociais:

Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato Ana Liberato
Ana Liberato - Todos os direitos reservados © 2015